Homem-Aranha: De Volta Ao Lar ★★★

Homem-Aranha: De Volta Ao Lar é disparado o melhor filme já feito do herói nos cinemas. Claro, o primeiro estrelado por Tobey Maguire sempre será o meu favorito de todos já produzidos, mas tenho que reconhecer que além do longa ter uma dinâmica muito empolgante, Tom Holland também foi um acerto em cheio como interprete de Peter Parker/Homem-Aranha. Desde dos créditos iniciais com o personagem muito empolgado com a possibilidade de se tornar um Vingador até o fim com a sua transformação, o carisma do ator domina boa parte da história. Colocar um adolescente de 15 anos como um super-herói sem torná-lo um metido à la Justin Bieber era um risco, mas o filme conseguiu se sair mega bem.

O humor característico da Marvel está presente e triunfa seguramente, e confesso que às vezes achava demais este excesso de diálogos engraçadinhos e piadinhas para descontrair. Porém, existem cenas e personagens que trabalham magnificamente com esta proposta. Começando com o núcleo de amigos de Peter Parker: MJ (Zendaya), que é a amiga que tem um crush em Peter e assume o ar rebelde e whatever, tão característicos nos bad boys nas tramas, a torna a mais cool da turma toda e foge do esterótipo de mocinha ingênua; Ned (Jacob Batalon) é o amigo nerd e gordinho que rouba a cena toda vez que aparece por causa da sua sinceridade e timing cômico excelente, e a nossa amada Tia May (Marisa Tomei) que foge completamente da figura antiquada de um adulto responsável por um adolescente e aquece nossos coraçãozinhos com sua presença tão leve e divertida.

Adrian Toomes (Michael Keaton) e Tony Stark (Robert Downey Jr.) carregam a tarefa de ser o vilão e o herói na vida do Homem-Aranha. Michael Keaton é o cara magoado com as manobras do sistema e se vinga discretamente ao longo dos anos dos Vingadores, e devo dizer que o ator sempre foi uma excelente escolha para o papel. Keaton tem esta cara ambígua que ao mesmo tempo que nos simpatizamos, ficamos surpresos com suas viradas. Ser o vilão da história toda deixou o filme melhor ainda. Destaque para cena do diálogo com Peter antes do baile da escola. E Tony Stark continua sendo Tony Stark. Usando toda sua riqueza e conhecimento para orientar Peter, ele não rouba o protagonismo do Homem-Aranha inexperiente. É aquela surpresa boa durante a ação e conclui a sua parte com seu jeitinho.

O filme dirigido por Jon Watts consegue, finalmente, dar uma nova identidade ao Homem-Aranha. Dou graças por ele não ter caído na tentação de recontar os mesmos passos de Peter Parker e a aranha, como foi com O Espetacular Homem-Aranha (2012) com Andrew Garfield, e que até hoje é inexplicável para mim. Como dito anteriormente, toda a agitação na abertura, se estende durante o filme e não deixa o clima decair. A proposta do roteiro em trazer sempre alguma ação em cada instante também sugere ao espectador ir montando junto com Peter a investigação destes criminosos que assombra a vizinhança. Homem-Aranha: De Volta Ao Lar está do jeito que tem que ser: moderno, inteligente e divertido.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s