Um Limite Entre Nós ★★★

fences1Fences | Direção: Denzel Washington | Roteiro: August Wilson  | Elenco: Denzel Washington, Viola Davis, Stephen Henderson, Jovan Adepo, Russell Hornsby, Mykelti Williamson e Saniyya Sidney | Gênero: Drama | Nacionalidade: Estados Unidos | Duração: 2h27min

Assim como Estrelas Além do Tempo, Um Limite Entre Nós também é outro filme que tem toda sua força concentrada nos protagonistas da história. Baseado na peça homônima Fences de August Wilson, o grande triunfo do longa são as atuações impecáveis de Denzel Washington e Viola Davis. Os mesmo deram vida aos personagens no teatro, conquistaram o Tony Awards e retornaram novamente em cena sob direção do ator que se encarregou de deixá-lo exatamente como a peça original. Ambientado na sua maior parte na casa de Rose (Viola) e Troy (Denzel), o drama principal gira em torno deste casal que abriu mão de seus objetivos para sustentar uma família. Troy vai trazer sempre o passado de volta ao presente e de como ele não se cansa de contar sobre as desgraças que lhe aconteceram desde do dia que nasceu. Os diálogos são a forma condutora de como iremos ir a fundo na história destes personagens.

Escrito pelo próprio autor da peça que morreu em 2005 e deixou o roteiro pronto para ser filmado, Um Limite Entre Nós é um filme teatral. Tudo é coreografado assim como acontece em uma peça. Há o tempo de entrada de cada ator e as falas são milimetricamente controladas, e completamente mastigadas para o espectador. O problema é a velocidade com que tudo acontece. Não há um tempo para recuperação de fôlego com tamanhas informações que recebemos. Sem contar que inicialmente, o filme demora a nos prender até que algum ponto determinante mexa realmente com o povo todo. E o fato do longa ser passado em um único local aumenta o clima teatral. Porém, este é um detalhe importante. A casa se torna um elemento essencial para todos os conflitos. Traduzindo, “fences” significa “cercas” (que seria o título no Brasil) e há diversos questionamentos entorno da palavra para o que acontece na família. A cerca que Rose quer para seu quintal é para manter a família mais próxima ou para afastar as pessoas que ameaçam esta união? Se a família não possui nada de valor material, por que criar esta proteção? Há alguém de fora que quer algo simbólico de Rose? Mesmo com os contratempos que ocorrem, a cerca continua útil para a casa? E como o tema beisebol também vem à tona, várias regras do esporte também servem como guia na vida da família.

Denzel Washington consegue provocar todos os sentimentos possíveis enquanto atua e só por este fator, o ator merece todo o reconhecimento que vem recebendo. Washington entrega um trabalho excepcional que enriquece a obra com seus diálogos, sua expressão facial e qualquer depreendimento com a simpatia do público. O papel de Troy é complexo, enigmático e azarado, e ele vai te incomodar e é pra isso que está ali. Vê-lo em ação me deixou perplexa e ao mesmo tempo fascinada. Vai entender. Mesmo que o filme seja sobre este ex-jogador de beisebol, a história também se sustenta fortemente com Viola Davis. A personagem Rose é tanto a base quanto o gatilho na vida de Troy. Se ela sabe amaciar este cara amargurado, Rose também sabe rebater as “bolas curvas e retas” que ele lança sobre ela. Em uma interpretação intensa, Viola Davis é o grande charme da produção. Ela ultrapassa qualquer limite de emoção com seus discursos e ensinamentos. Os momentos em que enfrenta o marido e passa um sermão no filho são os que mais definem o filme. Perceba que no ato final, Rose consegue manter mais respeito dentro de casa, com um “sim, senhora”, do que Troy jamais conseguiu com sua personalidade autoritária herdada de seu pai durante toda a sua vida.

Esta é a principal sina que é repassada de geração em geração como é registrada no filme. Se Troy não possuía um bom relacionamento com o pai, tampouco construiu um com seu filho Cory (Jovan Adepo). O que cada um não percebeu foi que cada luta armada foi o que construiu a personalidade de cada. Assim como Rose disse durante a história, os “pais sempre vão querer que os filhos se tornem tudo o que eles não foram, mas ao mesmo tempo querem que sejam iguais ao que são”. Então é questão de se adequar a isto ou deixá-lo se adequar a você. Mais um grande ensinamento de Rose Lee ❤ para nossas vidas. Um Limite Entre Nós é basicamente resumido a isto: mágoas despejadas e lavação de roupa suja, mas fortalece que a comunicação é o suficiente para não reconstruir as “cercas” dos outros.

2 comentários

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s